quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Derrota histórica.

O que dizer dessa catástrofe épica? A surpresa que dominou os brasileiros, decepcionou os colorados e trouxe alegria sem fim aos africanos e gremistas.

Vergonhoso, constrangedor, decepcionante e triste, muito triste. Frente a 8 mil colorados no estádio Mohamed Bin Zayed, em Abu Dhabi, o Inter perdeu. Se perdeu, é claro, com os erros de passe e o desequilíbrio do grupo, o desespero do técnico, o choro da torcida.

Para Mazembe, o time do goleiro da comemoração peculiar, que já havia nos surpreendido vencendo o favorito Pachuca, a equipe da qual poucas coisas eram esperadas, a derrota parecia certa e a disputa por uma menor colocação idem. Foi esse time que soube jogar em cima dos erros do seu adversário, se fortaleceu em cima de falhas do Inter e fez o que se espera de uma partida: Gols.

Adianta ter posse de bola, jogar bonito, dar show e não fazer gol? Inter começa dominando o jogo, sabia o motivo de estar ali e estava confiante na conquista do título. Muitos gols foram desperdiçados no início, a cada jogada saía um “Uuuh, quaaase”, o jogo era rápido para o time africano não ter tempo de se recompor, mas não funcionava.
 

Logo no começo do segundo tempo, aos 8 minutos, Inter toma um gol e o time sente a pressão, mas ainda tinha tempo e Celso Roth começa a mexer. Pior, ele faz errado! Tira o Tinga que estava motivando e levando o time e ainda tira Rafael Sóbis e Alecssandro. Os erros pioram, o desespero toma conta enquanto o time africano assumiu o espírito guerreiro da partida. A velocidade e os passes certeiros trouxeram mais um gol, 2x0, essa foi a sentença final que o Inter assinou: sua eliminação.

Festa gremista, choro colorado, explosão de felicidade da equipe africana que se torna a primeira da história a alcançar a final de um Mundial. Quando se precisa de tempo, ele corre contra você e foi isso que aconteceu quando a bola africana entrou na rede aos 40 minutos do segundo tempo.

Mazembe disputará a final contra a equipe Italiana, Inter de Milão que venceu por 3x0 o Seongnam, da Coréia do Sul. Em quem vocês apostam na final? A Inter jogou bem, mas não foi brilhante, soube rodar a bola, jogar com técnica e raça. Será que Mazembe nos surpreenderá mais uma vez?




1 comentários:

gustavosaito disse...

às seis da manhã a criança escrevendo um texto! ahahahahahaa

16 de dezembro de 2010 19:22

Postar um comentário

Seguidores